Conto de Maria, a mãe dos pobres

blog FC _ redacaoAinda não comprei minha agenda de 2013. Até porque estou fazendo a tal retrospectiva, o balanço geral de 2012. Entre tantos temas abordados e por que não vividos, que viraram reportagem, destaco agora um trabalho que fiz para a revista Família Cristã. A personagem revelada é Maria Eulina Hilsenbeck, uma mulher que saiu das ruas e para ela voltou pra distribuir comida, oportunidade, dignidade, sorriso e carinho, carinho de mãe.

Maria trabalha em um castelo no centro de São Paulo, e caso este texto não fosse por mim escrito, eu diria que esta história se tratava de um conto de fadas, ainda sem ponto final. Dúvida? Acompanhe esse conto real no Blog da Redação da Revista Família Cristã.

Sabedoria de Natal

2012-12-10 19.56.25Dezembro é um mês agitado, a TV insiste em lembrar que é tempo de compras, muitas compras, trânsito e troca de presentes. Para os católicos é tempo de espera, de balanço do ano, de recomeço, de oportunidade de vida nova junto ao menino Jesus que nasce, neste dia. Sim, Natal é uma festa religiosa adotada pelo Papai Noel.

Hoje, em meio a uma reportagem difícil de finalizar, porque trata de morte, de dor, lembrei-me deste tempo de esperança e pensei, se pudesse dar presentes aos meus amigos, a todos eles daria livros e então, fiz esta árvore de sabedoria com um tantinho de livros aqui de casa.
Montando a árvore, lembrei-me que no Brasil a leitura ainda não caiu no gosto brasileiro. Segundo a 3ª edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, o brasileiro lê quatro livros por ano, sendo apenas 2,1 livros até o fim. Este número é menor do que o registrado em 2007, quando a média de livros lidos por ano era de 4,7. A região Centro-Oeste é a região com melhor média de livros lidos, seguido pelo Nordeste, Sudeste, Sul e Norte. As mulheres leem mais do que os homens; elas são leitoras 53% e entre os homens, o índice é de 43%.

Interessante destacar que a Bíblia, o livro que relata o nascimento de Jesus Cristo, e portanto, o Natal, é o livro mais lido no Brasil, seguido por livros didáticos, romances, livros religiosos, contos e livros infantis. Talvez este seja um bom motivo para iniciar uma leitura, descobrir o verdadeiro sentido do Natal ou ainda, e simplesmente o momento de descobrir o sabor e a magia de ser um leitor.