“Não trabalho com homossexual”

Esta frase foi dita pelo técnico de futebol do Goiás, Hélio dos Anjos. E disse logo depois de conseguir a classificação do time para as oitavas-de-final da Copa Sul-Americana, na última quarta-feira (16).

“Ficam pedindo um jogador expoente. Aí quando o jogador vem, as pessoas começam a criticar. E inventam a histórias: ‘que o Fernando não sei o que, que o grupo tá com ciúme, que é isso, que é aquilo’. Homem que tem ciúme do outro é viadagem. E eu não trabalho com homossexual, não tenho viado no meu elenco. Eu trabalho com homem”, afirmou Hélio dos Anjos.

Em outra ocasião, em partida contra a Portuguesa em 2008, Hélio já tinha ofendido os membros da arbitragem, mas a Quarta Comissão Disciplinar do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva, o livrou de uma suspensao de 30 a 180 dias.

O técnico vem fazendo boa campanha à frente do Goiás, e pelos rumores, está despertando interesse em outros clubes, em especial do Santos Futebol Clube. Sou corinthiana desde o útero da mãe, mas tenho simpatia pelo Santos, e torço para que o senhor Reinaldo Alvarez, diretor de futebol do clube, reveja este interesse. Não combina com a história do Santos – de Pelé e agora Marta- a contratação de um líder homofóbico e preconceituoso como este. Um mal exemplo para as torcidas, seja de qualquer time.