Missionários do Continente americano se encontram em São Paulo

Mas…o que é ser missionário? é coisa de padre, de freiras apenas. Não…não é. Ser leigo ou leiga missionária é ser um cristão inquieto, disposto a amar e servir a cuidar do próximo a gritar por ele, quando este encontra-se impossibilitado de o fazer. Não estou falando aqui de religião, nem de ser santo ou santa, estou falando de amor.

Durante os próximos dias, de 3 a 7 de janeiro, acontece em São Paulo, Brasil, o 1° Encontro Continental dos Leigos Missionários da Consolata – LMC, na América. Participam aproximadamente 60 pessoas vindas da Argentina, Brasil, Colômbia e Estados Unidos. São homens e mulheres inquietos, que decidiram sair em missão e/ou se preparar para ela. São leigos e leigas, padres, religiosos e religiosas: os missionários(as) da Consolata.

Representam as missionárias e missionários, as irmãs Gabriella Bono e Renata Conti, respectivamente Superiora e Conselheira Geral, padre Antônio Fernandes, Conselheiro Geral, e alguns superiores e superioras das regiões, bem como padres, seminaristas e religiosas que acompanham a caminhada dos leigos missionários.

“Manifesto minha alegria em terem escolhido São Paulo para acolher este Encontro. Sem dúvida é um momento de graça e presença do espírito”, afirmou padre Lírio Girardi, superior regional do Brasil, durante a apresentação dos participantes e abertura dos trabalhos no Centro Missionário José Allamano.

A programação do Encontro conta com orações inculturadas, apresentação dos caminhos e trabalhos missionários regionais, noites culturais, entre outras atividades. Uma peregrinação ao Santuário Nacional de Nossa Sra. Aparecida, no dia 7, encerrará os trabalhos.

Escrevi este texto com a colaboração de Cristina Braconi, leiga missionária de Buenos Aires, Argentina

Missionários à caminho do sul de Minas…

camiseta_consolata1Um grupo de Leigos Missionários da Consolata – LMC, se prepara para viver uma breve experiência de Missão, durante a Semana Santa. Entre os dias 04 e 12 de abril, sete leigos da Paróquia Nossa Senhora Consolata no Rio de Janeiro e de São Paulo, acompanhados por dois seminaristas IMC da Teologia, partirão para as cidades de Baependi e Varginha, no Sul de Minas, para celebrarem a Páscoa com as comunidades locais.

A atividade faz parte do programa de formação dos LMC e foi organizada em colaboração com os padres José Roberto da paróquia Santa Maria de Baependi, Jean Poul Hansen de São Sebastião em Varginha e Jaime C. Patias, responsável pela formação dos leigos no Instituto Missões Consolata – IMC. Para os trabalhos os leigos estão organizados em dois grupos.

O primeiro ficará em Baependi, cidade de aproximadamente 18 mil habitantes, de economia agropecuária, famosa pelo seu artesanato de bambú e palha, conhecida também por suas mais de 50 cachoeiras. A “cidade presépio”, que conserva seus casarões é destino de romarias de todo o Brasil. A antiga capela da Imaculada Conceição, construída por Nhá Chica, deu lugar ao Santuário de Nossa Senhora da Conceição, e hoje acolhe milhões de fiéis. Lá jazem os restos mortais da Serva de Deus, Nhá Chica, que em vida se dedicou à oração e à caridade e em breve será beatificada.

Já o outro grupo irá para Varginha, cidade “descoberta” por tropeiros e fundada em 1882, que hoje conta com aproximadamente 125 mil habitantes. O seu principal produto de comercialização e exportação é o café. O objetivo desta Missão é proporcionar aos leigos, que se encontram em formação, uma breve experiência em situações fora do seu convívio habitual. Partir para outras realidades faz parte do espírito da Páscoa de Jesus que, Ressuscitado, enviou seus discípulos em Missão. Além de auxiliar e participar nas celebrações da Semana Santa, a programação prevê visita às famílias, aos doentes e encontros de formação. Seguidores da espiritualidade do Bem-aventurado José Allamano, os Leigos Missionários da Consolata no Brasil estão organizados em três comunidades, no Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba.

Participam do grupo leigos e leigas, lideranças e agentes de pastoral nas comunidades, que se sentem chamados à vida missionária além-fronteiras.